: Janeiro 2017
O primeiro encontro constitui uma oportunidade crucial de se causar uma boa impressão. O decorrer do mesmo determinará o futuro de uma relação, o que faz com seja de vital importância que deposite todos os esforços possíveis para evitar erros passíveis de comprometer as suas probabilidades de sucesso.

Chegar atrasado

Uma das piores coisas que poderá fazer num primeiro encontro é chegar atrasado. Ninguém gosta de esperar, principalmente por alguém que ainda mal conhece, por isso certifique-se de que chegará a horas.

Falar da ex

A menos que seja directamente questionado sobre relações passadas, evite falar de pessoas com quem tenha namorado, uma vez que isso poderá transmitir a ideia de que ainda não esqueceu por completo o seu antigo amor.

Mexer no telemóvel 

Lembre-se que um primeiro encontro é uma ocasião muito importante. É vital que deposite toda a sua atenção na pessoa com quem está e evite ao máximo mexer no telemóvel durante o encontro, de modo a evitar parecer desinteressado e distraído, o que não seria nada agradável para a sua companhia.

Beber demasiado

Controle o consumo de álcool durante o primeiro encontro. Isto ajudará a evitar, não só situações constrangedoras para si, como também projectar a ideia de que poderá ter algum tipo de problema com a bebida, o que seria o suficiente para afastar a outra pessoa.

Falar demasiado sobre si

Durante um encontro é importante evitar focar-se demasiado em si e dar também a palavra à outra pessoa. Falar excessivamente sobre si poderá transmitir a ideia de que é narcisista e fazer com que o seu par perca o interesse. Faça perguntas  e demonstre interesse em saber mais sobre a outra pessoa em vez de se concentrar excessivamente na história da sua própria vida.

Abordar assuntos delicados 

Temas que possam gerar discórdia e enfatizar um grande contraste de crenças e opiniões entre os dois deverão ser evitados a todo o custo. Evite discutir temas como religião e política logo no primeiro encontro, uma vez que tal pode contribuir para azedar o resto da noite.

Falar do seu historial médico

Falar de problemas de saúde costuma ser um assunto extremamente desagradável e pouco apropriado para um primeiro encontro. Guarde o seu historial médico para si e tente abordar temas mais leves e apelativos.

Investidas sexuais

A menos que lhe seja dado um sinal bem claro de que investidas de carácter sexual serão bem-vindas, o melhor é não arriscar muito no primeiro encontro. Evite parecer desesperado e abstenha-se de atitudes mais ousadas que possam ser consideradas inconvenientes. Lembre-se de que o primeiro encontro constitui ainda uma fase muito sensível da relação, por isso é importante ser cauteloso.

Demasiadas perguntas

Ainda que seja bom demonstrar interesse pelo seu parceiro, é importante evitar interrogatórios. Deixe a conversa fluir naturalmente e evite agir como se estivesse numa entrevista e o seu objectivo fosse recolher o maior número de informações possíveis num curto espaço de tempo. Isso acabará por deixar a outra pessoa extremamente desconfortável com toda a situação, o que não abonará absolutamente nada a seu favor.
Por muitas vezes dá-mos conta que as pessoas ao nosso redor nem sempre são aquilo que pensava-mos que elas eram.

Ou porque depositamos expectativas de mais, ou porque esperava-mos que fizessem aquilo que nós estava-mos dispostos a fazer, etc...

Em muitos casos, todo aquele amor que era suposto ser vivido por ambas as partes acaba por se desfazer em falsas promessas. Quando do outro lado a pessoa não está disposta a dar-se a nós como nós estaria-mos dispostos a dar-nos a essa pessoa, então aí sim: é o momento de desistir.



Cedo se aprende na vida que devemos dar aquilo que gostaria-mos de receber bem como não podemos só dar sem em troca sentirmos uma dádiva.

Com isto, o que pretendemos para nós é dar e receber pois só assim as coisas fazem sentido nas nossas vidas. Dando um exemplo diário, é quase como ir comprar um telemóvel novo numa loja, pagarmos o mesmo e o funcionário não nos dar o equipamento. Não faz sentido.

Tudo passa por dar-mos para recebermos! Bem como semear para colher. Semear o bem, trará o bem.

Pensem que, tal como em tudo, iremos receber no futuro aquilo que semearmos hoje. Se semearmos amor, iremos, mais cedo ou mais tarde, receber amor.

Não existem prazos! Não podemos ficar num mundo em que achemos que o prazo é tudo na vida, é tudo o que devemos esperar, é tudo aquilo pelo que nos devemos guiar...

Há tempo para tudo e ao mesmo tempo para nada. O contra-relógio existem em provas, o relógio existe no dia-a-dia mas não pode definir vidas num futuro.

Devemos levar a vida por nós, sem esperar que se importem connosco. Devemos sim tratar de nós melhor que qualquer pessoa talvez nos tratasse.

Devemos cuidar de nós tal e qual como gostaria-mos que nos tratassem, pois, se não gostarmos de nós, quem gostará?

Tudo aquilo pelo qual nos guiava-mos em certa altura da nossa vida que nos dava prazer e felicidade, é nessa mesma senda de atitudes que nos devemos manter.

Tudo na vida tem o seu tempo e quem gosta de apressar as coisas deverá notar que, mais tarde ou mais cedo, não é essa a ideia central que devemos ter nas nossas vidas.

Saiba viver com tempo, com jeito, com felicidade. Saiba esperar aquilo que a vida tem para lhe dar pois, as melhores coisas, são em maior parte, aquelas em que acabamos por "tropeçar".

E sim, saber perceber o momento de quando devemos desistir é importantíssimo. Só assim saberemos quem realmente nos quer por perto, gosta de nós... sem desculpas, sem medos, sem tempos...

E sabe quando é o momento de desistir? Quando dá-mos e não recebemos em troca!

Até ao próximo artigo, seja feliz!
Com tecnologia do Blogger.